Doenças Infantis

Doença Pés Mãos e Boca

doença Pés Mãos e Boca

A doença Pés Mãos e Boca é transmitida pelo vírus cosxackie, da família dos enterovírus (que normalmente habitam o sistema digestivo). Esta doença tem este nome pois são características a presença de feridas avermelhadas na planta dos pés, mãos e à volta da boca.

Transmissão

A transmissão pode ocorrer tanto pela via oral, quando há contacto com a saliva e outras secreções das vias respiratórias, feridas, alimentos ou objetos contaminados coomo pela via fecal-fezes de pacientes infectados.

 

Causas

A causa mais comum da doença Pés Mãos e Boca é a infecção pelo vírus coxsackiev, embora outros tipos de enterovírus também a possam provocá-la.

O contato oral é a principal fonte da doença Pés Mãos e Boca. A doença espalha-se pessoa a pessoa por:

  • Secreções nasais ou secreção da garganta
  • Saliva
  • Fezes
  • Gotículas respiratórias pulverizadas no ar após tosse ou espirro.

Sintomas da doença Pés Mãos e Boca

Os primeiros sintomas da doença Pés Mãos e Boca são febre de 38 a 39 graus e dores de garganta. Após dois dias, aparecem lesões (feridas avermelhadas) na região dos pés, mãos, interior da garganta e à volta da boca, que podem ou não espalhar-se para as coxas e nádegas. Em alguns casos a criança não apresenta sintomas aparentes.

Se o quadro for mais grave, as lesões podem transformar-se em pústulas ou bolhas, que rebentam depois de seis dias. Por conta das lesões no fundo da garganta, o paciente também sente dificuldade em engolir líquidos ou alimentos.

Essas lesões costumam desaparecer entre 5 e 7 dias juntamente com a febre, mas as bolhas na boca podem permanecer por até quatro semanas.

 

Tratamento da doença Pés Mãos e Boca

O tratamento da doença Pés Mãos e Boca é feito com medicamentos anti-inflamatórios ou, se o quadro for grave, medicamentos antivirais. É importante oferecer ao paciente muito líquido, de preferência em temperatura baixa, e evitar a ingestão de alimentos muito quentes, ácidos ou condimentados – que podem acentuar as dores na garganta.

Em geral, a doença mão-pé-boca desaparece sozinha dentro de cinco e sete dias. Após a melhora dos sintomas, o paciente adquire imunidade ao enterovírus 71, não sendo contaminado novamente.

 

Factores de risco

A doença Pés Mãos e Boca afeta principalmente crianças, mas também pode atingir adultos que entram em contacto com a mucosa ou fraldas de uma criança infectada. A sua incidência pode aumentar até 20% no outono e no inverno, por conta da imunidade ficar mais baixa no período.

A doença Pés Mãos e Boca afeta principalmente crianças menores de 10 anos de idade. Crianças em creches são especialmente susceptíveis a surtos da doença, porque a infecção espalha-se pelo contacto pessoa a pessoa.

As crianças geralmente desenvolvem imunidade à doença Pés Mãos e Boca à medida que envelhecem, construindo anticorpos após a exposição ao vírus que causa a doença. No entanto, ainda assim é possível que adolescentes e adultos contraiam a doença.

 

Prevenção

Certas precauções podem ajudar a reduzir o risco de infecção com a doença Pés Mãos e Boca:

  • Lavar as mãos com cuidado: Certifique-se de lavar as mãos frequentemente e com cuidado, especialmente depois de usar a casa de banho ou trocar fraldas e antes de preparar a comida. Se não tiver água ou sabonete por perto, use lenços humedecidos ou álcool.;
  • Desinfectar áreas comuns: Adquira o hábito de as limpar com água e sabonete e, em seguida, reforce com uma solução diluída de água sanitária e água clorada. As creches devem seguir um cronograma rigoroso de limpeza e desinfecção de todas as áreas comuns, incluindo itens partilhados, como brinquedos, já que o vírus pode viver nesses objectos durante vários dias. Lembre-se também de limpar as chuchas do seu bébé com frequência;
  • Ensinar bons hábitos de higiene: Mostre aos seus filhos como ter uma boa higiene e como se devem manter limpos. Explique-lhes por que é que é melhor não colocar os dedos, mãos ou qualquer outro objecto na boca;
  • Isolar pessoas contagiosas: Como a doença Pés Mãos e Boca é altamente contagiosa, as pessoas contaminadas devem limitar sua exposição enquanto apresentarem sinais e sintomas activos. Mantenha as crianças fora da escola até que a febre desapareça e as feridas na boca tenham cicatrizado. Se você tiver a doença, trabalhe em casa ou peça baixa.

A Nossa Experiência

Os nossos 2 filhos de 3 e 7 anos actualmente apanharam os 2 na creche com cerca de 3 anos, o mais novo apanhou há cerca de um mês. Em ambos a doença foi muito ligeira e apenas tiveram algumas borbulhas há volta da boca e coincidiu com uma altura em que na creche havia várias crianças com a mesma doença. O curioso foi que quando o nosso filho mais velho (na altura com 3 anos) apanhou a doença Pés Mãos e Boca, quando ele estava a ir para a escola no dia de regresso à escola, comecei a sentir comichão nas mãos. Nesse dia em poucas horas as minhas mãos e pés ficaram cheias, mas cheias de borbulhas, de tal maneira que não conseguia nesses dias guira pois por um lado não conseguia agarrar bem o volante por outros lado não conseguia calçar sapatos. Tive uns dias em casa e quando passou o período de incubação voltei assim que me foi possível guiar à minha vida normal. No entanto até desaparecerem as borbulhas todas foram cerca de 3 a 4 semanas! Agora com o mais novo já não apanhei nada, se bem que nos adultos já vi relatos de a doença acontecer mais do que uma vez.

Comments

comments